site de poesias coligidas de
F E R N A N D O   P E S S O A
http://www.fpessoa.com.ar

Fernando Pessoa

I know not what tomorrow will bring
"I know not what tomorrow will bring"...


En este site encontrarán traducciones directas al español de la obra del poeta portugués Fernado Pessoa; asimismo como de sus seudónimos.
Todas las traducciones que aquí se hallan fueron realizadas por mí especialmente para esta página web; excepto en las que se aclare explícitamente lo contrario.
Este sitio trata de llenar un poco el vacio de material de Pesoa en páginas de habla hispana, que suelen ser fragmentos sueltos en páginas generales, traducciones prófanas, dudosas.
A diferencia de otros sitios este es bilingüe, por lo tanto puede consultarse en simultaneo la traducción con su respectiva versión original; esto es interesante desde el punto de vista de la métrica o el ritmo, que muchas veces se pierde al traducir, por más que ambas lenguas tengan tanto en común.
(Ampliación)

Num site feito pra duas linguas acho que a descrição em português não tem que ser a mesma da descrição em espanhol...
Cá criei um arquivo de poesias do Fernando Pessoa e seus heterônimos; mas não só de poesías, também há fotografias, cartas e mais coisas dele; coligidas todas juntas num mesmo lugar.
Desde o começo do site eu quiz oferecer material que interesasse tanto às pessoas de fala hispana como às pessoas de fala portuguesa; a quantidade de visitas desde o Brasil e o Portugal faz-me crer que acertei nisso; meu objetivo é, com o percorrer do tempo, ir compretando material até chegar a ter todo Pessoa cá; será só uma utopia?
O site está sempre crescendo e aberto pra tudos, assim que se alguém quizer alguna poesia que ainda não fora publicada cá, não tem mais que fazer o pedido; eu tentarei de satisfazer a sua vontade.

Sebastián Santisi
s@ntisi.com.ar


Pesquisar nas Poesias ¡¡¡Novo!!!


Livro De Visitantes

Sobre el Sitio (Castellano)
Sitios Amigos ¡¡¡Nuevo!!!

Álbum De Fotografias
Autobiografia?


HETERÓNIMOS
Álvaro De Campos
Alberto Caieiro ¡¡¡Completo!!!
Ricardo Reis ¡¡¡Completo!!!


NOVIDADES ¡¡¡Novo!!!
Hymn To Pan (Aleister Crowley)     - I - P - C -
Epithalamium (Fernando Pessoa)     - I -
Antinous (Fernando Pessoa)     - I -
Ultimatum (Álvaro de Campos)     - P - C -

Poemas ingleses (English Poems) (Fernando Pessoa)     - I -
Poemas de Alexander Search     - I -


LIVROS
35 Sonnets (Fernando Pessoa)     - I - ¡¡¡Novo!!!

Cancioneiro (Fernando Pessoa)     - P - C -
Mensagem (Fernando Pessoa)     - P - C -
Barrow-On-Furness (Álvaro de Campos)     - P - C -

Ficções do Interlúdio (Poemas Completos de Alberto Caeiro):
O Pastor Amoroso (Alberto Caeiro)     - P - C -
Poemas Inconjuntos (Alberto Caeiro)     - P - C -
O Guardador De Rebanhos (Alberto Caeiro)     - P - C -


AS POESIAS ATÉ HOJE
('Screvo meu livro à beiramágoa.) (Fernando Pessoa)     - P - C -
(Começo a conhecer-me. Não existo.) (Álvaro de Campos)     - P - C -
(Conclusão a sucata!... Fiz o cálculo,) (Álvaro de Campos)     - P - C -
(Corre, raio de rio, e leva ao mar) (Álvaro de Campos)     - P - C -
(Desfraldando ao conjunto fictício dos céus estrelados) (Álvaro de Campos)     - P - C -
(Deuses, forças, almas de ciência ou fé,) (Álvaro de Campos)     - P - C -
(É talvez o último dia da minha vida.) (Alberto Caeiro)     - P - C -
(Eu tenho ideias e razões,...) (Fernando Pessoa)     - P - C -
(Grandes mistérios habitam) (Fernando Pessoa)     - P - C -
(Há quanto tempo, Portugal, há quanto) (Álvaro de Campos)     - P - C -
(Há sem dúvida quem ame o infinito...) (Álvaro De Campos)     - P - C -
(Não sei quantas almas tenho.) (Alberto Caeiro)     - P - C -
(Não: não digas nada!) (Fernando Pessoa)     - P - C -
(Nunca sei como é que se pode achar um poente triste.) (Alberto Caeiro)     - P - C -
(O que me dói não é) (Fernando Pessoa)     - P - C -
(O ter deveres, que prolixa coisa!) (Álvaro de Campos)     - P - C -
(Põe-me as mãos nos ombros...) (Fernando Pessoa)     - P - C -
(Por que é que um sono agita...) (Fernando Pessoa)     - P - C -
(Sonhei, confuso, e o sono foi disperso,...) (Fernando Pessoa)     - P - C -
(Sonho. Não sei quem sou neste momento...) (Fernando Pessoa)     - P - C -
(Sorriso audível das folhas) (Fernando Pessoa)     - P - C -
(Sou o Espírito da treva,...) (Fernando Pessoa)     - P - C -
(Sou vil, sou reles, como toda a gente (Álvaro de Campos)     - P - C -
(Tenho tanto sentimento) (Fernando Pessoa)     - P - C -
(The happy sun is shining...) (Fernando Pessoa)     - I -
(Tudo que faço ou medito...) (Fernando Pessoa)     - P - C -
(Vaga, no azul amplo solta,) (Fernando Pessoa)     - P - C -
(Viajar! Perder países!) (Fernando Pessoa)     - P - C -
A 'Sperança, Como Um Fósforo Inda Aceso (Fernando Pessoa)     - P - C -
A Abelha (Ricardo Reis)     - P - C -
A Água (Alberto Caeiro)     - P - C -
A Alma Poética Do Universo (Fernando Pessoa)     - P - C -
A Cabeça Do Grifo (O Infante D. Henrique) (Fernando Pessoa)     - P - C -
A Cada Qual (Ricardo Reis)     - P - C -
A Criança (Alberto Caeiro)     - P - C -
A Espantosa Realidade Das Cousas (Alberto Caeiro)     - P - C -
A Fernando Pessoa (Álvaro de Campos)     - P - C -
A Flor Que És (Ricardo Reis)     - P - C -
A Guerra (Alberto Caeiro)     - P - C -
A Kiss (Fernando Pessoa)     - I - C -
A Nada Imploram (Ricardo Reis)     - P - C -
A Neve (Alberto Caeiro)     - P - C -
A Noite Desce (Alberto Caeiro)     - P - C -
A Outra Asa Do Grifo (Afonso De Albuquerque) (Fernando Pessoa)     - P - C -
A Pálida Luz Da Manhã De Inverno (Fernando Pessoa)     - P - C -
A Palidez Do Dia (Ricardo Reis)     - P - C -
A Plácida Face Anônima De Um Morto (Álvaro de Campos)     - P - C -
A Praça (Álvaro de Campos)     - P - C -
A Tua Voz Fala Amorosa... (Fernando Pessoa)     - P - C -
A Última Nau (Fernando Pessoa)     - P - C -
Abdicação (Fernando Pessoa)     - P - C -
Acaso (Álvaro de Campos)     - P - C -
Acho Tão Natural Que Não Se Pense (Alberto Caeiro)     - P - C -
Acima Da Verdade (Ricardo Reis)     - P - C -
Acordar (Álvaro de Campos)     - P - C -
Acordo De Noite (Alberto Caeiro)     - P - C -
Adiamento (Álvaro de Campos)     - P - C -
Aguardo (Ricardo Reis)     - P - C -
Ah! Querem Uma Luz (Alberto Caeiro)     - P - C -
Ah, Onde Estou (Álvaro de Campos)     - P - C -
Ah, Um Soneto (Álvaro de Campos)     - P - C -
Alentejo Seen From The Train (Fernando Pessoa)     - I -
Ali Não Havia (Álvaro de Campos)     - P - C -
Anabell Lee (Edgar Allan Poe)     - I - P - C -
Análise (Fernando Pessoa)     - P - C -
Anjos Ou Deuses (Ricardo Reis)     - P - C -
Antemanhã (Fernando Pessoa)     - P - C -
Antes De Nós (Ricardo Reis)     - P - C -
Antes O Vôo Da Ave (Alberto Caeiro)     - P - C -
Antinous (Fernando Pessoa)     - I -
António Vieira (Fernando Pessoa)     - P - C -
Ao Entardecer (Alberto Caeiro)     - P - C -
Ao Longe (Ricardo Reis)     - P - C -
Ao Longe, Ao Luar (Fernando Pessoa)     - P - C -
Aos Deuses (Ricardo Reis)     - P - C -
Apontamento (Álvaro De Campos)     - P - C -
Apostilla (Aproveitar O Tempo!) (Álvaro de Campos)     - P - C -
Aquela Senhora Tem Um Piano (Alberto Caeiro)     - P - C -
Aqui Está-se Sossegado (Fernando Pessoa)     - P - C -
Aquí Neste Profundo Apartamento (Fernando Pessoa)     - P - C -
Aquí, Dizeis (Ricardo Reis)     - P - C -
Aquí, Neera (Ricardo Reis)     - P - C -
Aquí, neste misérrimo desterro (Ricardo Reis)     - P - C -
Árvore Verde (Fernando Pessoa)     - P - C -
As Almas São Desertas E Grandes (Álvaro de Campos)     - P - C -
As Bolas De Sabão (Alberto Caeiro)     - P - C -
As Ilhas Afortunadas (Fernando Pessoa)     - P - C -
As Lentas Nuvens Fazem Sono (Fernando Pessoa)     - P - C -
As Nuvens São Sombrias (Fernando Pessoa)     - P - C -
As Quatro Canções (Alberto Caeiro)     - P - C -
As Rousas (Ricardo Reis)     - P - C -
Às Veces (Álvaro de Campos)     - P - C -
Às Vezes (Alberto Caeiro)     - P - C -
Ascensão De Vasco Da Gama (Fernando Pessoa)     - P - C -
Assim Como (Alberto Caeiro)     - P - C -
Atrás Não Torna (Ricardo Reis)     - P - C -
Autopsicografia (Fernando Pessoa)     - P - C -
Azuis Os Montes (Ricardo Reis)     - P - C -
Basta Pensar Em Sentir (Fernando Pessoa)     - P - C -
Bendito Seja O Mesmo Sol (Alberto Caeiro)     - P - C -
Bocas Roxas (Ricardo Reis)     - P - C -
Bóiam Farrapos De Sombra (Fernando Pessoa)     - P - C -
Breve O Dia (Ricardo Reis)     - P - C -
Cada Coisa A Seu Tempo (Ricardo Reis)     - P - C -
Cada Dia Sem Gozo (Ricardo Reis)     - P - C -
Cada Qual Tem O Seu Alcool (Bernardo Soares)     - P - C -
Cada Um (Ricardo Reis)     - P - C -
Cai Chuva Do Céu Cinzento (Fernando Pessoa)     - P - C -
Calma (Fernando Pessoa)     - P - C -
Caminho A Teu Lado Mudo (Fernando Pessoa)     - P - C -
Canta Onde Nada Existe (Fernando Pessoa)     - P - C -
Ceifeira (Fernando Pessoa)     - P - C -
Chega Através (Álvaro de Campos)     - P - C -
Como Nuvens Pelo Céu (Fernando Pessoa)     - P - C -
Como Se Cada Beijo (Ricardo Reis)     - P - C -
Como Um Grande Borrão (Alberto Caeiro)     - P - C -
Como Uma Voz De Fonte Que Cessasse (Fernando Pessoa)     - P - C -
Contemplo O Lago Mudo (Fernando Pessoa)     - P - C -
Coroai-me (Ricardo Reis)     - P - C -
Corpos (Fernando Pessoa)     - P - C -
Creio (Alberto Caeiro)     - P - C -
Criança Desconhecida (Alberto Caeiro)     - P - C -
Criei em mim varias personalidades (Bernardo Soares)     - P - C -
Cruz Na Porta / Clearly non-Campos! (Álvaro de Campos)     - P - C -
Cuidas, Índio (Ricardo Reis)     - P - C -
D. Afonso Henriques (Fernando Pessoa)     - P - C -
D. Dinis (Fernando Pessoa)     - P - C -
D. Duarte, Rei De Portugal (Fernando Pessoa)     - P - C -
D. Fernando, Infante De Portugal (Fernando Pessoa)     - P - C -
D. Filipa De Lencastre (Fernando Pessoa)     - P - C -
D. João O Primeiro (Fernando Pessoa)     - P - C -
D. João, Infante De Portugal (Fernando Pessoa)     - P - C -
D. Pedro, Regente De Portugal (Fernando Pessoa)     - P - C -
D. Sebastião (Fernando Pessoa)     - P - C -
D. Sebastião, Rei De Portugal (Fernando Pessoa)     - P - C -
D. Tareja (Fernando Pessoa)     - P - C -
Da Lâmpada (Ricardo Reis)     - P - C -
Da Mais Alta Janela Da Minha Casa (Alberto Caeiro)     - P - C -
Da Minha Aldeia (Alberto Caeiro)     - P - C -
Da Nossa Semelhança (Ricardo Reis)     - P - C -
Datilografia (Álvaro de Campos)     - P - C -
De Apolo (Ricardo Reis)     - P - C -
De Longe (Alberto Caeiro)     - P - C -
De Novo Traz (Ricardo Reis)     - P - C -
Deixa-me Sonhar (Fernando Pessoa)     - P - C -
Deixemos, Lídia (Ricardo Reis)     - P - C -
Dela Musique (Álvaro de Campos)     - P - C -
Demogorgon (Álvaro de Campos)     - P - C -
Depus A Máscara (Álvaro de Campos)     - P - C -
Desce A Nevoa Da Montanha (Fernando Pessoa)     - P - C -
Deste Modo Ou Daquele Modo (Alberto Caeiro)     - P - C -
Dia Após Dia (Ricardo Reis)     - P - C -
Dizes-me (Alberto Caeiro)     - P - C -
Do Que Quero (Ricardo Reis)     - P - C -
Dobrada À Moda Do Porto (Álvaro de Campos)     - P - C -
Dobre (Fernando Pessoa)     - P - C -
Domina Ou Cala (Ricardo Reis)     - P - C -
Domingo Irei (Álvaro de Campos)     - P - C -
É Noite (Alberto Caeiro)     - P - C -
É Tão Suave (Ricardo Reis)     - P - C -
Entre O Que Vejo (Alberto Caeiro)     - P - C -
Entre O Sono E Sonho (Fernando Pessoa)     - P - C -
Epigram (Alexander Search)     - I -
Epitáfio De Bartolomeu Dias (Fernando Pessoa)     - P - C -
Epithalamium (Fernando Pessoa)     - I -
Eros E Psique (Fernando Pessoa)     - P - C -
Escrito Num Livro Abandonado Em Viagem (Álvaro de Campos)     - P - C -
Esta Tarde A Trovoada Caiu (Alberto Caeiro)     - P - C -
Esta Velha (Álvaro de Campos)     - P - C -
Estás Só (Ricardo Reis)     - P - C -
Estas Verdades (Alberto Caeiro)     - P - C -
Este Seu Escasso Campo (Ricardo Reis)     - P - C -
Estou Cansado (Álvaro de Campos)     - P - C -
Estou Doente (Alberto Caeiro)     - P - C -
Eu (Álvaro de Campos)     - P - C -
Eu Nunca Guardei Rebanhos (Alberto Caeiro)     - P - C -
Falas De Civilização (Alberto Caeiro)     - P - C -
Faróis (Álvaro de Campos)     - P - C -
Feliz Aquel (Ricardo Reis)     - P - C -
Felizes (Ricardo Reis)     - P - C -
Fernão De Magalhães (Fernando Pessoa)     - P - C -
Flashes Of Madness II (Alexander Search)     - I -
Flores (Ricardo Reis)     - P - C -
Fresta (Fernando Pessoa)     - P - C -
Frutos (Ricardo Reis)     - P - C -
Gato Que Brincas Na Rua (Fernando Pessoa)     - P - C -
Gazetilha (Álvaro de Campos)     - P - C -
Gostava (Álvaro de Campos)     - P - C -
Gozo Os Campos (Alberto Caeiro)     - P - C -
Gozo Sonhando (Ricardo Reis)     - P - C -
Há Mais (Álvaro de Campos)     - P - C -
Há Metafísica Bastante Em Não Pensar Em Nada (Alberto Caeiro)     - P - C -
Há Poetas Que São Artistas (Alberto Caeiro)     - P - C -
Here And There (Alexander Search)     - I -
Hoje De Manhã (Alberto Caeiro)     - P - C -
Hoje Que Estou Só E Posso Ver (Fernando Pessoa)     - P - C -
Hora Absurda (Fernando Pessoa)     - P - C -
Horizonte (Fernando Pessoa)     - P - C -
Hymn To Pan (Aleister Crowley)     - I - P - C -
I Am The Escaped One (Fernando Pessoa)     - I -
Inglória (Ricardo Reis)     - P - C -
Insônia (Álvaro de Campos)     - P - C -
Intervalo (Fernando Pessoa)     - P - C -
Já Sobre A Fronte (Ricardo Reis)     - P - C -
Lenta, Descansa (Ricardo Reis)     - P - C -
Leve (Alberto Caeiro)     - P - C -
Li Hoje (Alberto Caeiro)     - P - C -
Liberdade (Fernando Pessoa)     - P - C -
Lídia, Ignoramos (Ricardo Reis)     - P - C -
Lisboa (Álvaro de Campos)     - P - C -
Lisbon Revisited (1923) (Álvaro de Campos)     - P - C -
Lisbon Revisited (1926) (Álvaro de Campos)     - P - C -
Lycanthropy (Fernando Pessoa)     - I -
Magnificat (Álvaro de Campos)     - P - C -
Mar Português (Fernando Pessoa)     - P - C -
Marinetti Acadêmico (Álvaro de Campos)     - P - C -
Mas Eu (Álvaro de Campos)     - P - C -
Meantime (Fernando Pessoa)     - I - P - C -
Melhor Destino (Ricardo Reis)     - P - C -
Men Of Science (Alexander Search)     - I -
Men Of To-day (Alexander Search)     - I -
Mestre (Ricardo Reis)     - P - C -
Meto-me Para Dentro (Alberto Caeiro)     - P - C -
Meu Gesto (Ricardo Reis)     - P - C -
Minha Mulher, A Solidão (Fernando Pessoa)     - P - C -
Na Véspera (Álvaro de Campos)     - P - C -
Nada Fica (Ricardo Reis)     - P - C -
Não A Ti, Cristo, Odeio Ou Menosprezo (Ricardo Reis)     - P - C -
Não A Ti, Cristo, Odeio Ou Te Não Quero (Ricardo Reis)     - P - C -
Não Basta (Alberto Caeiro)     - P - C -
Não Canto A Noite (Ricardo Reis)     - P - C -
Não Consentem (Ricardo Reis)     - P - C -
Não Estou Pensando Em Nada (Álvaro de Campos)     - P - C -
Não Me Importo Com As Rimas (Alberto Caeiro)     - P - C -
Não Queiras (Ricardo Reis)     - P - C -
Não Quero (Ricardo Reis)     - P - C -
Não Quero Recordar Nem Conhecer-me (Ricardo Reis)     - P - C -
Não Quero, Cloe (Ricardo Reis)     - P - C -
Não Sei De Quem Recordo Meu Passado (Ricardo Reis)     - P - C -
Não Sei Quantas Almas Tenho (Alberto Caeiro)     - P - C -
Não Sei Se É Amor Que Tens (Ricardo Reis)     - P - C -
Não Só Quem Nos Odeia Ou Nos Inveja (Ricardo Reis)     - P - C -
Não Só Vinho (Ricardo Reis)     - P - C -
Não Tenhas (Ricardo Reis)     - P - C -
Navegar É Preciso (Fernando Pessoa)     - P - C -
Navio Que Partes (Alberto Caeiro)     - P - C -
Negue-me Tudo A Sorte (Ricardo Reis)     - P - C -
Nem Da Serva (Ricardo Reis)     - P - C -
Nem Sempre Sou Igual (Alberto Caeiro)     - P - C -
Nevoeiro (Fernando Pessoa)     - P - C -
Ninguém A Outro Ama (Ricardo Reis)     - P - C -
Ninguém, Na Vasta Selva Virgem (Ricardo Reis)     - P - C -
No Breve Número (Ricardo Reis)     - P - C -
No Ciclo Eterno (Ricardo Reis)     - P - C -
No Entardecer (Alberto Caeiro)     - P - C -
No Fim (Álvaro de Campos)     - P - C -
No Lugar Dos Palácios Desertos (Álvaro de Campos)     - P - C -
No Magno Dia (Ricardo Reis)     - P - C -
No Meu Prato (Alberto Caeiro)     - P - C -
No Mundo (Ricardo Reis)     - P - C -
Noite (Fernando Pessoa)     - P - C -
Noite De São João (Alberto Caeiro)     - P - C -
Nos Altos Ramos (Ricardo Reis)     - P - C -
Num Dia De Verão (Alberto Caeiro)     - P - C -
Num Dia Excessivamente Nítido (Alberto Caeiro)     - P - C -
Num Meio-Dia De Fim De Primavera (Alberto Caeiro)     - P - C -
Nun'Álvares Pereira (Fernando Pessoa)     - P - C -
Nunca A Alheia Vontade (Ricardo Reis)     - P - C -
Nunca, Por Mais (Álvaro de Campos)     - P - C -
Nuvens (Álvaro de Campos)     - P - C -
O Amor É Uma Companhia (Alberto Caeiro)     - P - C -
O Andaime (Fernando Pessoa)     - P - C -
O Bandarra (Fernando Pessoa)     - P - C -
O Binômio De Newton (Álvaro de Campos)     - P - C -
O Conde D. Henrique (Fernando Pessoa)     - P - C -
O Das Quinas (Fernando Pessoa)     - P - C -
O Desejado (Fernando Pessoa)     - P - C -
O Deus Pã (Ricardo Reis)     - P - C -
O Encoberto (Fernando Pessoa)     - P - C -
O Espelho (Alberto Caeiro)     - P - C -
O Esplendor (Álvaro de Campos)     - P - C -
O Florir (Álvaro de Campos)     - P - C -
O Frio Especial (Álvaro de Campos)     - P - C -
O Infante (Fernando Pessoa)     - P - C -
O Luar (Alberto Caeiro)     - P - C -
O Luar (Alberto Caeiro)     - P - C -
O Mar Jaz (Ricardo Reis)     - P - C -
O Mesmo (Álvaro de Campos)     - P - C -
O Meu Olhar (Alberto Caeiro)     - P - C -
O Meu Olhar (Alberto Caeiro)     - P - C -
O Mistério Das Cousas (Alberto Caeiro)     - P - C -
O Mostrengo (Fernando Pessoa)     - P - C -
O Pastor Amoroso (Alberto Caeiro)     - P - C -
O Que Nós Vemos (Alberto Caeiro)     - P - C -
O Que Ouviu Os Meus Versos (Alberto Caeiro)     - P - C -
O Que Sentimos (Ricardo Reis)     - P - C -
O Quinto Imperio (Fernando Pessoa)     - P - C -
O Rastro Breve (Ricardo Reis)     - P - C -
O Ritmo Antigo (Ricardo Reis)     - P - C -
O Sono (Álvaro de Campos)     - P - C -
O Sono É Bom (Ricardo Reis)     - P - C -
O Tejo É Mais Belo (Alberto Caeiro)     - P - C -
O Único Mistério Do Universo (Alberto Caeiro)     - P - C -
O Universo (Alberto Caeiro)     - P - C -
Ocidente (Fernando Pessoa)     - P - C -
Ode To A Woman's Body (Fernando Pessoa)     - I - P - C -
Olá, Guardador De Rebanhos (Alberto Caeiro)     - P - C -
Olho Os Campos (Ricardo Reis)     - P - C -
On An Ankle (Fernando Pessoa)     - I - P - C -
Ontem À Tarde (Alberto Caeiro)     - P - C -
Ontem O Pregador (Alberto Caeiro)     - P - C -
Opiário (Álvaro de Campos)     - P - C -
Os Antigos (Álvaro de Campos)     - P - C -
Os Castelos (Fernando Pessoa)     - P - C -
Os Colombos (Fernando Pessoa)     - P - C -
Os Deuses Desterrados (Ricardo Reis)     - P - C -
Os Deuses E Os Messias (Ricardo Reis)     - P - C -
Os Pastores De Virgílio (Alberto Caeiro)     - P - C -
Ouvi Contar Que Outrora (Ricardo Reis)     - P - C -
Padrão (Fernando Pessoa)     - P - C -
Para Os Deuses (Ricardo Reis)     - P - C -
Para Ser Grande (Ricardo Reis)     - P - C -
Passa Uma Borboleta (Alberto Caeiro)     - P - C -
Passagem Das Horas (Álvaro de Campos)     - P - C -
Passei Toda A Noite (Alberto Caeiro)     - P - C -
Passou A Diligência (Alberto Caeiro)     - P - C -
Pastor Do Monte (Alberto Caeiro)     - P - C -
Pecado Original (Álvaro de Campos)     - P - C -
Pensar Em Deus (Alberto Caeiro)     - P - C -
Pesa O Decreto Atroz (Ricardo Reis)     - P - C -
Pobres Das Flores (Alberto Caeiro)     - P - C -
Pois Que Nada Que Dure (Ricardo Reis)     - P - C -
Ponho Na Altiva Mente (Ricardo Reis)     - P - C -
Pouco A Pouco (Alberto Caeiro)     - P - C -
Pouco Me Importa (Alberto Caeiro)     - P - C -
Prazer, Mas Devagar (Ricardo Reis)     - P - C -
Prece (Fernando Pessoa)     - P - C -
Prece (Fernando Pessoa)     - P - C -
Prefiro Rosas (Ricardo Reis)     - P - C -
Primeiro Prenúncio (Alberto Caeiro)     - P - C -
Psiquetipia (Ou Psicitipia) (Álvaro de Campos)     - P - C -
Quando (Álvaro de Campos)     - P - C -
Quando A Erva Crescer (Alberto Caeiro)     - P - C -
Quando Está Frio (Alberto Caeiro)     - P - C -
Quando Eu (Alberto Caeiro)     - P - C -
Quando Tornar A Vir A Primavera (Alberto Caeiro)     - P - C -
Quando Vier A Primavera (Alberto Caeiro)     - P - C -
Quando, Lídia, Vier O Nosso Outono (Ricardo Reis)     - P - C -
Quanta Tristeza E Amargura Afoga (Ricardo Reis)     - P - C -
Quanto Faças (Ricardo Reis)     - P - C -
Quão Breve (Ricardo Reis)     - P - C -
Que Lindos Olhos (Álvaro de Campos)     - P - C -
Que Noite Serena! (Álvaro de Campos)     - P - C -
Que Suave É O Ar! (Fernando Pessoa)     - P - C -
Quem Diz Ao Dia (Ricardo Reis)     - P - C -
Quem Me Dera (Alberto Caeiro)     - P - C -
Quem Me Dera Que Eu Fosse O Pó Da Estrada (Alberto Caeiro)     - P - C -
Quente E Abstracta Singeleza (Fernando Pessoa)     - P - C -
Quer Pouco (Ricardo Reis)     - P - C -
Quero Acabar (Álvaro de Campos)     - P - C -
Quero Dos Deuses (Ricardo Reis)     - P - C -
Quero Ignorado (Ricardo Reis)     - P - C -
Rasteja Mole (Ricardo Reis)     - P - C -
Realidade (Álvaro de Campos)     - P - C -
Reticências (Álvaro de Campos)     - P - C -
Ridículas (Álvaro de Campos)     - P - C -
Sábio (Ricardo Reis)     - P - C -
Saudoso (Ricardo Reis)     - P - C -
Se A Cada Coisa (Ricardo Reis)     - P - C -
Se Às Vezes Digo Que As Flores Sorriem (Alberto Caeiro)     - P - C -
Se Depois De Eu Morrer (Alberto Caeiro)     - P - C -
Se Eu Morrer Novo (Alberto Caeiro)     - P - C -
Se Eu Pudesse (Alberto Caeiro)     - P - C -
Se O Homem Fosse (Alberto Caeiro)     - P - C -
Se Quiserem Que Eu Tenha Um Misticismo (Alberto Caeiro)     - P - C -
Se Recordo (Ricardo Reis)     - P - C -
Segue O Teu Destino (Ricardo Reis)     - P - C -
Seguro Assento (Ricardo Reis)     - P - C -
Seja O Que For (Alberto Caeiro)     - P - C -
Sereno Aguarda (Ricardo Reis)     - P - C -
Severo Narro (Ricardo Reis)     - P - C -
Sim (Ricardo Reis)     - P - C -
Símbolos (Álvaro de Campos)     - P - C -
Só A Natureza É Divina (Alberto Caeiro)     - P - C -
Só Esta Liberdade (Ricardo Reis)     - P - C -
Só O Ter (Ricardo Reis)     - P - C -
Sob A Leve Tutela (Ricardo Reis)     - P - C -
Sofro, Lídia (Ricardo Reis)     - P - C -
Solene Passa (Ricardo Reis)     - P - C -
Soneto Já Antigo (Álvaro de Campos)     - P - C -
Sonnet I (Fernando Pessoa)     - I -
Sonnet II (Fernando Pessoa)     - I -
Sonnet VIII (Fernando Pessoa)     - I -
Sou Um Guardador De Rebanhos (Alberto Caeiro)     - P - C -
Súbdito Inútil (Ricardo Reis)     - P - C -
Tabacaria (Álvaro de Campos)     - P - C -
Também Sei Fazer Conjeturas (Alberto Caeiro)     - P - C -
Tão cedo passa tudo quanto passa (Ricardo Reis)     - P - C -
Temo, Lídia (Ricardo Reis)     - P - C -
Tenho (Álvaro de Campos)     - P - C -
Tênue (Ricardo Reis)     - P - C -
Teus Olhos Entristecem (Fernando Pessoa)     - P - C -
The Game (Alexander Search)     - I -
The Giant's Reply (Alexander Search)     - I -
The Raven (Edgar Allan Poe)     - I - P - C -
The Times (Álvaro de Campos)     - P - C -
Thy Swett Singing (Fernando Pessoa)     - I - P - C -
Tiren-me Os Deuses (Ricardo Reis)     - P - C -
Todas As Opinões (Alberto Caeiro)     - P - C -
Todos Os Dias (Alberto Caeiro)     - P - C -
Tormenta (Fernando Pessoa)     - P - C -
Trapo (Álvaro de Campos)     - P - C -
Tuas, Não Minhas (Ricardo Reis)     - P - C -
Tudo (Ricardo Reis)     - P - C -
Tudo Que Cessa (Ricardo Reis)     - P - C -
Ulisses (Fernando Pessoa)     - P - C -
Última Estrela (Alberto Caeiro)     - P - C -
Um Dia De Chuva (Alberto Caeiro)     - P - C -
Um Renque De Árvores (Alberto Caeiro)     - P - C -
Uma Após Uma (Ricardo Reis)     - P - C -
Uma Asa Do Grifo (D. João O Segundo) (Fernando Pessoa)     - P - C -
Uma Gargalhada (Alberto Caeiro)     - P - C -
Uma Maior Solidão (Fernando Pessoa)     - P - C -
Uns (Ricardo Reis)     - P - C -
Vai Alta No Céu (Alberto Caeiro)     - P - C -
Vai Pelo Casi Fora (Álvaro de Campos)     - P - C -
Vem Sentar-te Comigo (Ricardo Reis)     - P - C -
Vendaval (Fernando Pessoa)     - P - C -
Verdade, Mentira (Alberto Caeiro)     - P - C -
Vilegiatura (Álvaro de Campos)     - P - C -
Viriato (Fernando Pessoa)     - P - C -
Vive (Alberto Caeiro)     - P - C -
Vive Sem Horas (Ricardo Reis)     - P - C -
Vivem Em Nós Inúmeros (Ricardo Reis)     - P - C -
Vós Que, Crentes (Ricardo Reis)     - P - C -
Vossa Formosa (Ricardo Reis)     - P - C -
Why Do I Desire (Fernando Pessoa)     - I - P - C -

I: Inglês, P: Português, C: Castellano

Pesquisa avançada


Livro De Visitantes


Sobre el Sitio (Castellano)
Sitios Amigos


O Site já tem 1991036 visitas


Valid HTML 4.01! Valid CSS! Opiario (Alvaro de Campos)