site de poesias coligidas de
F E R N A N D O   P E S S O A
http://www.fpessoa.com.ar

<<Voltar-Volver>>


Só A Natureza É Divina
Só a Natureza é divina, e ela não é divina...

Se falo dela como de um ente
É que para falar dela preciso usar da linguagem dos homens
Que dá personalidade às cousas,
E impõe nome às cousas.

Mas as cousas não têm nome nem personalidade:
Existem, e o céu é grande a terra larga,
E o nosso coração do tamanho de um punho fechado...

Bendito seja eu por tudo quanto sei.
Gozo tudo isso como quem sabe que há o sol.
Sólo la Naturaleza es divina, y ella no es divina...

Si hablo de ella como de un ente
Es que para hablar de ella preciso usar el lenguaje de los hombres
Que da personalidad a las cosas,
E impone nombre a las cosas.

Pero las cosas no tienen nombre ni personalidad:
Existen, y el cielo es grande la tierra larga,
Y nuestro corazón del tamaño de un puño cerrado...

Bendito sea yo por todo cuanto sé.
Gozo todo eso como quien sabe que hay sol.
O Guardador De Rebanhos
Alberto Caeiro
13-03-1914

©2004-12-27 by Sebastián Santisi, all rights reserved.


<<Voltar-Volver>>