site de poesias coligidas de
F E R N A N D O   P E S S O A
http://www.fpessoa.com.ar

<<Voltar-Volver>>


Não Sei Se É Amor Que Tens
Não sei se é amor que tens, ou amor que finges,
O que me dás. Dás-mo. Tanto me basta.
      Já que o não sou por tempo,
      Seja eu jovem por erro.
Pouco os deuses nos dão, e o pouco é falso.
Porém, se o dão, falso que seja, a dádiva
      É verdadeira. Aceito,
      Cerro olhos: é bastante.
      Que mais quero?
No sé si es amor que tienes, o amor que finges,
Lo que me das. Dásmelo. Tanto me basta.
      Ya que no lo soy por tiempo,
      Sea yo joven por error.
Poco los dioses nos dan, y lo poco es falso.
Pero, si lo dan, por falso que sea, la dádiva
      Es verdadera. Acepto,
      Cierro los ojos: es bastante.
      ¿Qué más quiero?
Odes De Ricardo Reis
Ricardo Reis

©2005-04-23 by Sebastián Santisi, all rights reserved.


<<Voltar-Volver>>


www.fpessoa.com.ar